27 de julho de 2010

Books That Vice: A Breve Segunda Vida de Bree Tanner: Uma História de Eclipse – Stephenie Meyer

Título Original: The Short Second Life of Bree Tanner - An Eclipse Novella
Editora: Intrínseca.
ISBN: 9788598078809
Nº de Páginas: 192.
Nota: 8,5
Onde Comprar: Livraria Cultura/Livraria Saraiva
Sinopse: Pela primeira vez Stephenie Meyer oferece aos fãs uma nova perspectiva do universo de "Crepúsculo". Na voz de Bree Tanner, uma jovem vampira integrante do violento exército de recém-criados que assola a cidade de Seattle no terceiro volume da série, "Eclipse", somos apresentados ao lado sombrio da saga. Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua breve história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen - a última semana de sua existência.


Bom, eu li esse livro à um bom tempo. Só vim fazer essa resenha agora por que já tinha prometido à mim mesmo que faria logo esta resenha. Só que preguiça vai, preguiça vem... Decidi dar um basta nisso, e fiz essa resenha. Bom, primeiramente gostaria de falar algumas coisas à respeito deste livro. Ele é básico, rápido, objetivo e curtinho. Portanto, li em 2 horas, se não me falha a memória. Eu gostei do livro. Claro, não é aquela coisa "Oh! Que livro incrível! Jesus! Vou me casar com ele!", mas quem leu a saga Crepúsculo, devia ler. Pois esclarece muitas coisas que estavam meio em branco durante Eclipse. Tem umas partes que eu achei um tanto entediante, mas, como é um livro curto, passa rápido. Curti cada segundo lendo ele.

Vamos falar dos personagens. A Bree me surpreendeu muito, por vários motivos. Dentre eles, o que mais me faz sentir culpado, é que ela era muito humana ainda. Em pensar que eu achava que ela era uma vampira ruim... Pois bem. O pseudo namorado da Bree Diego é um carinha um tanto chatinho. Com aquela coisinha de "Ai, sou um vampiro bom! Só machuco quem merece e blá, blá, blá..." e aquela história de amiguinhos para sempre não colou comigo. u.u. Não me entendam mal. Eu até gostei dele, mas tem coisas que não da pra engolir =x Os outros são zeros à esquerda. Ah! Ia me esquecendo. Odiei mais ainda o Riley. Tipo, em Eclipse ele é apenas um babaca querendo matar a mula, burra, artificial Bella. Mas agora ele se mostra mais babaca, mais idiota, mais "pseudo-valentão" ainda.

Bom, revoltas à parte, gostei do livro. Claro, não foi o melhor livro dela. Mas como eu estava com uma saudadezinha de Twilight, gostei bastante. Recomendo para quem leu a série Twilight. Antes de terminar a resenha, peço para que fãs de Twilight saibam que eu sou um fã tbm. Apenas expressei a minha opnião. Por tanto, não façam comentários do tipo "Vc não sabe de nada, e Tals", e, principalmente, não me batam. Ok?! ;D


Capa: 10 (A melhor da série, na minha opnião).
Narrativa: 9,5.
História: 8.

Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Comente aqui!