21 de julho de 2014

Mateus, e o blog?

Escrevo pra dizer que não morri.


Não é a primeira vez e, convenhamos, nem será a última. Desde que iniciei  minha tão sonhada faculdade de Cinema e Audiovisual, certas coisas acabaram ficando em segundo plano para mim. Não por vontade minha, mas porque me adaptar a uma nova rotina, com horários novos, trabalhos bastante diferentes e afins, foi uma tarefa bastante estressante. Principalmente pra mim, que sou o rei dos avoados.

Então é um atrasinho ali, uma procrastinação acolá, e quando você menos espera já está num mar de coisas pra fazer. Cada vez que eu tentava fazer alguma coisa, sempre apareciam coisas vagamente menos importantes que a coisa principal na frente. E, claro, sabemos o que escolhi.



Um resumo de mim nessa época.
A questão é que ao mesmo tempo em que eu evitava ao máximo blogar/escrever/ler para fazer coisas mais fáceis e aleatórias, eu sentia muita falta dessas coisas, principalmente de blogar. Escrever pro blog é uma das coisas que mais me deixam felizes, porque se tem uma coisa da qual eu gosto, é de falar (por mais que às vezes não pareça). Falar do que eu gosto (e do que eu não gosto também), dividir coisa novas com outras pessoas, me faz bem, e me dá ânimo. E por culpa da minha irritante natureza perfeccionista e cheia de cobrança, acabei cortando da minha vida essa paixão. E, nossa, como me arrependo!

Mas então, Mateus. E o blog?

Chega de chorar, porque aí vem a parte legal: há algumas semanas eu tenho pensado em sacudir a poeira daqui e voltar a blogar. Sem cobranças minhas, sem neuras. E no último fim de semana, participei de um chá com a fantástica Socorro Acioli (autora de A Cabeça do Santo, que saiu há pouco pela Cia. das Letras) e mais cinco blogueiras fantásticas, e conversamos sobre tudo, e nada ao mesmo tempo. No meio daquela conversa, percebi quanta falta me fazia vir aqui e falar sobre o livro que acabei de ler, ou da série na qual estou viciado no momento. Foi aí em que decidi chutar o balde e voltar de vez.

E isso me deixa muito feliz! Principalmente por poder contar com uma das minhas melhores amigas, nossa querida e amada Thaymisan, para tocar o blog para frente. Agora não com tanta frequência, já que daqui a pouco ela parte pra o! intercâmbio! dos! sonhos! em! Londres! Mas ela vai dar o suporte que preciso daqui pra frente.

Claro, indo com calma. Baby steps, turma.

Espero que você possa me acompanhar daqui pra frente. E, se leu até aqui, meu muito obrigado.

Obs: A Thay tem um blog pessoal muito bunitinhu, onde ela fala sobre coisas mil, e onde fará seu diário de viagem por Londres! Se quiser conferir, é só clicar aqui.


Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Comente aqui!