6 de janeiro de 2011

Books That Vice: Apátrida - Ana Paula Bergamasco

Título: Apátrida.
Autor: Ana Paula Bergamasco.
Editora: Todas as Falas.
ISBN: 9788599721148
Nº de Páginas: 338.
Tempo de Leitura: 3 dias.
Onde Comprar: Livraria Cultura/Compra da Autora (Exemplar Autografádo)
Sinopse: Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições.
Irena vivia na zona rural polonesa e desde cedo teve de se acostumar às privações. Porém, mesmo com todo o sofrimento, ela foi uma criança feliz. Quando Irena tem uns 4 anos, sua irmã morre por falta de atendimento médico. O médico da aldeia dela era judeu, e no enterro da irmã, ela conhece o filho deste médico, Jacob, a quem, a partir de então sempre amaria, apesar da diferença religiosa. Eles constroem uma grande e bela amizade, que aos poucos, se torna uma grande paixão. Enfim, mas ele deixa bem claro que não pode se casar com uma goy e os destinos dos dois se separam quando ele se casa com Ewa. Após o casamento de Jacob, Irena entra em depressão por causa do amor perdido. Até que surge na história Rurik, belo, forte e apaixonado por ela, e a esses atributos, nem a Irena resiste.

Não vou conseguir falar mais que isso. Porque isso tudo aí em cima acaba sendo um spoiler das primeiras 50 páginas. Então, se eu contar mais, vai perder a graça. Antes de começar, quero lembrar que esta resenha não chega nem aos pés de como Apátrida é excelente! Vou começar declarando uma coisa. Apesar de eu gostar de todo gênero de livros, esse não é o meu favorito. Porém, eis a grande surpresa. Apátrida foi sim, o melhor livro sem ser de série que eu li este ano! Na verdade, ele entrou para o meu TOP 5 de todos os livros, tanto que virou um dos meus favoritos. Vocês provavelmente não devem estar entendendo nada. Mas eu explico. Apátrida tinha o modelo para ser um daqueles livros que você dorme depois de ler umas 10 páginas, que você não aguenta nem pensar em ler. Pois, por se tratar de um romance de guerra, geralmente acontece isso com quem não está acostumado, ou com quem não lê esse tipo de livro a muito tempo, como eu. Mas, sinto uma enorme felicidade em dizer que ele não é. Nem chega perto de ser chato. Pelo contrário, é um livro inesquecível!

Ao longo da leitura você vai percebendo o quanto a autora tem o domínio do assunto, tanto a Segunda Guerra Mundial, como o holocausto. Pois cada detalhe, por mais minucioso que seja, é muito bem feito. E a história é tão bem construída, que não aborda o holocausto de uma forma maçante. Uma coisa muito interessante é a capacidade que a autora tem de manipular os seus sentimentos durante a leitura. Eu ri, chorei, tive raiva, fiquei feliz. Isso é ótimo, pois não é qualquer livro que faz isso. A autora passa tanto sentimento, sinceridade e sensibilidade pelo livro, que é impossível você não se emocionar com ele. O livro também ensina valores, e as diferenças humanas, e o poder de um grande amor. Irena é uma grande heroína. Tudo que ela sofre, tudo pelo que ela passa, me fez adorar mais e mais ela. Porém o que mais me doi, é saber que mesmo o livro sendo de ficção, a situação é real. Aquilo aconteceu mesmo. Não a história em si. Mas o holocausto. E isso realmente acaba sendo algo pesado que você tem que aguentar durante a leitura.

Apátrida é o livro que você TEM que ler. Pois é uma coisa totalmente única. Um livro que se destaca no meio da multidão, não só pela belíssima capa, mas também pela sua maravilhosa e emocionante história. Um livro imperdível. Super recomendo. Realmente, é um dos melhores do ano! Não tem como não se apaixonar por essa história de amor e guerra! E olha que eu não sou muito fã desse gênero! Sério! Excelente! Confesso que ainda estou sobre o efeito do livro! xD Se você não tem, compre um exemplar autografado com a autora! Até hoje babo no meu! Enfim, se você ainda não leu, LEIA! Pois você não faz a mínima idéia do que está perdendo! Se fosse para definir este livro em uma única frase, séria: "Apátrida é mais que um livro, é uma lição de vida."

Espero que tenham gostado da resenha, comentem, e continuem curtindo o "Our Vices!" xD

Rating:

Favorito no Skoob!

Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Comente aqui!