4 de janeiro de 2013

Ah, o amor... ou?: Nada é para sempre, de Ali Cronin

Título Original: No Such Thing as Forever
Série: Garota Heart Garoto
Volume: Um
Autor: Ali Cronin
Tradutor: Rita Sussekind
Editora: Seguinte
Ano: 2012
ISBN: 9788565765053
Nº de Páginas: 271
Onde Comprar: Livraria Cultura/Book Depository (Em Inglês)
Sinopse: Em seu grupo de amigos, Sarah sempre foi a “boa menina”. Um pouco careta, talvez, mas aquela com quem todos sabiam que podiam contar. Isso até que ela conhece Joe - um garoto mais velho, lindo e sedutor - durante as férias em Barcelona e acaba perdendo a virgindade com ele. De volta à Inglaterra e à companhia dos amigos, Sarah tenta manter uma relação à distância com Joe, que está na faculdade. Ele demora para responder suas mensagens de texto, não telefona, parece estar sempre ocupado. Mas quando os dois se encontram Sarah tem certeza de que devem ficar juntos, então faz de tudo para que sua relação seja especial. Seus amigos, por outro lado, não estão certos de que o rapaz a merece. Sarah acha que tudo não passa de inveja, e os atritos começam a surgir.

Nada é para sempre é primeiro livro da série Garota Heart Garoto que gira em torno de um grupo de amigos (Sarah, Donna, Ashley, Cass, Ollie, Jack e Rich) passando pelo último ano de escola. A série pretende mostrar todos os anseios e dúvidas desse período tão decisivo na vida de todos os jovens, e neste livro a protagonista é Sarah, uma garota tímida e careta que não liga para garotos. Mas tudo muda quando ela faz uma viagem para Barcelona e conhece Joe, um universitário com quem ela começa a ter um caso durante essa viagem. Sarah é virgem, mas decidiu entregar-se para Joe. O problema é que após a viagem, ela não consegue esquecê-lo, e rapidamente se vê apaixonada. Mas será que Joe sente o mesmo por ela, ou seria ela só mais uma conquista de verão?

Adoro a Ali Cronin! Desde que a conheci através do primeiro romance do seriado britânico Skins fiquei fascinado com sua escrita objetiva e sincera, então quando soube do lançamento dessa série escrita por ela fiquei entusiasmado pra caramba, porque eu não podia esperar para ver uma série de livros completa naquele mesmo estilo. Todo o realismo na hora de tratar de assuntos dos jovens, com linguagem e comportamentos realistas, esperei que ela trouxesse isso para a série. Fora lidar com o sexo e outros tabus que não são comentados com uma boa frequência em livros do gênero. E posso dizer que, nesse quesito, não me decepcionei.

O livro vai de frente justamente com o problema da protagonista. A dúvida entre saber se seu amado gosta mesmo dela, ou está apenas a usando para sexo. Além disso, se foca na dinâmica do grupo de amigos, nos relacionamentos de cada um entre si. E quando essas duas coisas se chocam, a amizade de Sarah para com os outros é colocada em risco. Literalmente, como um cara virou a cabeça de Sarah e a impediu de ser racional.

Sarah é uma personagem muito bem construída, que logo derrubou sua imagem de garota careta para o leitor quando começou a ficar envolvida demais com Joe. Com toda a intesidade dos seus sentimentos e incertezas, acabou se tornando uma garota chata, e que, felizmente moveu muito bem a história. Me irritei muito com a protagonista durante a leitura, mas também criei uma empatia muito grande por ela. Quem nunca lidou com uma situação assim? Quanto a isso, posso dizer que foi muito bem colocado, em todos os quesitos.

Os outros personagens do grupo são fantásticos! Cass é a garota certinha e fiel, Ashley não leva nada a sério, Donna só quer saber de festa, Jack é esportista, Ollie é pegador, e Rich é a icógnita do grupo. A melhor parte de tudo é que, quando terminei a leitura, senti como se conhecesse muito bem cada um dos personagens, e achei isso um máximo. Como a autora conseguiu me aproximar tanto da história.

Nada é para sempre é um romance objetivo e sincero sobre como o amor nem sempre acontece como planejamos. Adorei e, sem dúvida alguma, estou ansioso para o lançamento do próximo livro da série que sai em março, Dizem por aí, que é na voz de Ashley, uma das minhas personagens favoritas do grupo.

Você pode ler/baixar o conto Noite das Garotas, que precede a série, clicando aqui.

Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Comente aqui!