14 de julho de 2011

Books That Vice: Quando cai o raio - Meg Cabot

Título Original: When Lightning Strikes
Série: Desaparecidos
Volume: Um.
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501088178
Nº de Páginas: 270
Onde Comprar: Livraria Saraiva/Submarino/Book Depository (Em Inglês)
Sinopse: Jéssica era uma menina normal até ser atingida por um raio enquanto saía da escola. Mas, apesar de não ter ficado nem mesmo chamuscada, acaba descobrindo que ganhou um poder especial: ela agora sabe exatamente onde se encontram as crianças cujas fotos estampam o Disque-Desaparecidos. O problema é que, ao pensar que estava fazendo uma boa ação ligando para o telefone da instituição, ela acaba levantando suspeitas das autoridades... Agora só precisa convencer o FBI a acreditar nela.
Jessica é uma garota como todas as outras, com exceção de que passa mais tempo na detenção do que na escola, que consegue nocautear um cara com o dobro de seu tamanho e que tem um irmão esquizofrênico. Enquanto ela atravessava uma tempestade com sua amiga, Jessica é atingida por um raio. Ela acreditava que nada tinha mudado com a descarga elétrica, mas, dias depois, descobre que sabe onde estão crianças desaparecidas e começa a avisar o Disque-Desaparecidos. Mas parece que agentes federais não acharam isso tão comum e agora ela é uma foragida da justiça.

Vinha querendo ler este livro há muito tempo, desde quando encontrei ele em inglês na Livraria Saraiva. A história parecia muito divertida e quando li o nome "Meg Cabot" na capa, pensei "Hum... É da Meg! Deve ser ótimo, então!". Eu tive poucas experiências com os livros da Meg: uma ruim, uma boa, e uma ótima. Mas depois fui procurar saber do livro por algumas resenhas, e descobri que muitos gostaram dele. Fiquei mais interessado ainda! Porém, o tempo foi passando tanto que acabei esquecendo do livro. Até que a Galera Record anunciou o lançamento do livro aqui no Brasil, e fiquei muito feliz! Logo descobri que uma amiga minha tinha comprado esse livro, e logo o peguei emprestado! Estava tão ansioso para lê-lo, que as três horas que passei lendo o livro, pareceram mais 30 minutos!

Quando cai o raio tem três características típicas dos livros da Meg Cabot: são simples, leves e divertidos. Sabe aquele livro que você lê, e se diverte demais? Me senti exatamente assim com esse livro. Realmente, não esperei que fosse gostar tanto. Começando pela história! Nunca pensei que a Meg fosse escrever uma história tão inusitada e divertida, apesar de ela escrever sobre os temas mais variados possíveis! O enredo é abordado com simplicidade, não explora muito a descoberta de Jessica, quanto aos seus poderes. Mas, realmente, não me importei tanto com isso, pois o resto do livro supriu o que faltou nesse tópico. Há muita ação e momentos engraçados durante a narrativa deliciosa de Cabot. Uma das coisas que mais admiro nela, é a capacidade que ela dar um toque de comicidade em sua narrativa, e nesse livro ela não deixa por menos.

Jessica é uma personagem divertida, e que não lhe dá raiva alguma com suas atitudes. Não sei se alguém notou, mas achei ela muito parecida com a Suzannah Simon, de outra série de livros da Meg (A Mediadora). Não pude deixar de notar que elas tem a mesma personalidade, e aquele jeito badass. Não estou dizendo que acho ruim, na verdade achei muito bom, pois adoro as duas. Só me incomodou um pouco pela semelhança, mas nada com o que eu não pude lidar. Os personagens secundários também são muito bons. Uma das coisas que mais gostei, foi da Meg conseguir transmitir os problemas da esquizofrenia através do irmão de Jessica. Gosto quando autores mostram uma doença e suas problemáticas (quando não é algum tipo de câncer, claro. O Sparks já acabou com a cota de pessoas com câncer em livros).

Quando cai o raio é um livro divertido. Recomendo para qualquer pessoa que eu conheço, pois é um livro leve, com uma história divertida e surpreendente. Eu só espero que a Meg aprofunde mais a história nos próximos livros da série. Acho que por esse ser o primeiro volume, ficou um tanto vaga a história, e tudo se passou muito rápido. Fora a isso, recomendo mesmo! Não é um livro que vá te fazer ficar fanático, e nem é essa a sua intenção. É um livro de pura diversão. Uma excelente leitura para quem gosta de histórias diferentes do que andam circulando pelo mundo literário. Espero que tenham gostado da resenha, e até a próxima!

Rating:
4/5
(Não coloquei as pistolas pois o novo layout entrará em breve e será outra figura)

FORMULÁRIO TOP COMENTARISTA!

Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Comente aqui!