28 de março de 2013

#CulpaDoJohnGreen: 8 motivos para ler "A Culpa é das Estrelas".


Título Original: The Fault In Our Stars
Autor: John Green
Tradução: Renata Pettengill
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
ISBN: 9788580572261
Nº de Páginas: 288

Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.
Bem, a semana #CulpaDoJohnGreen foi em Julho do ano passado, estamos no final da semana #TeoremaJohnGreen, e você me pergunta: Mateus, o que é que você tá fazendo falando de A Culpa é das Estrelas na semana de O Teorema Katherine?

Bem, caro leitor, pense nisso como um "revival" da #CulpaDoJohnGreen. Digo, não tem como negar que o especial do ano passado foi verdadeiro marco não só para a Nerdfighteria brasileira, como para toda uma geração de leitores formada através dela. Afinal, grande parte dos fãs de John Green no Brasil foram "iniciados" a Nerdfighteria através dela. E como eu nunca cheguei a fazer uma resenha, que tal listar 8 motivos para ler A Culpa é das Estrelas?

1. Hazel Grace


Ela tem um câncer extremamente desenvolvido. Pensamentos sarcásticos, e uma visão de mundo completamente única. Nossa protagonista narra a história de uma forma marcante e completamente divertida. Ela é como um meio-termo entre a comicidade e a tragédia. Certo, talvez um pouco mais de tragédia. O importante é que ela é uma das melhores protagonistas femininas que qualquer um já viu.

2. Augustus Waters

Ele é um dos melhores personagens de todos os tempos. Sério. Quem é que perde a perna, é chutado pela namorada, e continua com um bom-humor tinindo? Bem, Augustus Waters, carinhosamente chamado de Gus. Cheio de tiradas inteligentes, atitudes um tanto duvidosas, e um coração do tamanho de *insira algo que seja bem, mas bem grande mesmo aqui*. Quando você terminar de ler esse livro, você vai se perguntar "Como não amar o Gus?" Claro, isso depois de chorar toda a porcentagem de água do seu corpo.

3. Hazel Grace e Augustus Waters


Conhecer alguém em um grupo de apoio a portadores de câncer pode ser algo não muito atraente à primeira vista, mas assim que Hazel conhece Gus, seu mundo passa a mudar de uma maneira que ela nunca chegou a imaginar. Eles dois juntos são uma máquina de diálogos inteligentes, sarcásticos e inigualáveis. Os dois são praticamente o arroz e feijão da literatura.

4. Okay.


Acho que falar algo sobre isso pode contar como um spoiler para quem não leu. Por isso, vou me limitar a falar que essa palavra pode ser bem impactante se você pensar um pouco sobre ela.

5. Quotes

Galera. GALERA. G-A-L-E-R-A! Os quotes, "citações" para os leigos, desse livro são absurdas. Fantásticas. Bizarramente intrigantes. Tocantes (mas passando longe de ser piegas). Honestamente, só de pensar me dá tantos sentimentos que- 


Nesse exato momento uma lágrima escapou dos meus olhos. Eu realmente deveria ganhar um ovo de páscoa por fazer esse post e estar me submetendo a todas essas emoções.

6. John Green

Acho que não tem um ser humano vivo que conheça o John e não o ama. Autor de livros FODAS, um vlogbrother, um dos criadores da Nerdfighteria, uma pessoa admirável, um pai lindo... em resumo: John Green é awesome! As coisas que ele faz, o que ele escreve, tudo, TUDO!


Digo, como alguém não curte isso?


7. O livro em si

Poucos livros tratam de um assunto tão delicado e tão atual com tanta veracidade e humor como A Culpa é das Estrelas o faz. O que cativa o leitor é a forma não apelativa com a qual o assunto "câncer" é tratado. É mais humano, é mais cru, sem floreios nem rodeios. De uma forma notável, a história transmite uma ideia do quão a eternidade é algo completamente relativo.

8. O filme vai sair.

Sim! O filme vai sair, e já temos confirmada a nossa Hazel Grace. Shailene Woodley interpretará a protagonista de A Culpa é das Estrelas. O próprio John adorou a escolha, e acha que ela é a escolha evidente perfeita para o papel. Como já foi divulgado, ela também fará Tris, protagonista do filme da saga Divergente. Conhecida pelo seriado The Secret Life of the American Teenager, Shailene também será Mary Jane na sequência de O Espetacular Homem-Aranha. Será que temos uma nova queridinha de Hollywood?

Agora, declaro esse post encerrado por motivos de minhas emoções não estão funcionando corretamente. Ou, como gosto de dizer:

Então, até mais, galera. E leiam A Culpa é das Estrelas. Sério.

DFTBA!


Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Comente aqui!