27 de outubro de 2010

Books That Vice: A Terra das Sombras - Meg Cabot

Título Original: Shadowland.
Autor: Meg Cabot.
Editora: Galera Record.
ISBN: 9788501068712.
Nº de Páginas: 284.
Onde Comprar: Livraria Saraiva/Submarino/Livraria Cultura
Sinopse: Suzannah é uma adolescente aparentemente comum que tem um problema com construções antigas. Não é para menos. Afinal, muitas dessas casas velhas são assombradas. E Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capaz de ver e falar com fantasmas para ajudá-los a descansar em paz. É claro que esse dom lhe traz muitos problemas. Mas nem ela poderia saber da gravidade do que encontraria ao mudar-se para a Califórnia. Além de ir morar numa casa assombrada por um fantasma jovem, bondoso e bonitão, sua escola sofre com a presença maligna de uma adolescente que se matou ao ser desprezada pelo namorado e que agora busca vingança. Meg Cabot, autora da série "O Diário da Princesa", está de volta ao universo jovem com um livro antológico, que mistura ação, mistério e suspense sobrenatural aos problemas terríveis que atingem todos os adolescentes.



“A Terra das Sombras”, primeiro livro da série “A Mediadora”, conta a história de Suzannah Simon, uma adolescente de 16 anos que se muda de Nova York para a Califórnia após a sua mãe se casar pela segunda vez. Suzannah poderia até ser uma adolescente normal. Só tem uma coisa que à impede disso: Ela é uma mediadora. O que significa que ela vê espíritos e tem como missão ajudá-los à fazer a passagem para a outra vida. O que leva ela à se meter em várias confusões do barulho (momento narrador da “Sessão da Tarde”). Logo Suzannah constata que sua família mora em uma casa muito antiga, o que significa que há um fantasma lá. E ela mal podia imaginar que o fantasma seria um cara charmoso que não tem nenhuma pretensão de assustá-la. Porém, ela não poderia imaginar que um grande problema a aguardasse em sua nova escola. O espírito de uma garota que se matou por causa do namorado assombra a Academia Católica Junipero Serra, enquanto tenta matar o seu namorado e todos que se meterem no caminho dela, ameaçando a segurança de todos na escola. Então, Suzannah corre contra o tempo para salvar a escola deste espírito maligno com poderes inimagináveis.


Desde que eu comecei a me entrosar mais no mundo literário, sempre quis ler a série “A Mediadora”, pois eu me interessei de primeira nesta série ao ler a sinopse. Mas sempre enrolava para comprar. Enrolei tanto que só acabei comprando no mês de junho desse ano, nas minhas compras de aniversário. Mas aí, tinham livros e mais livros na frente dele, o que me fez demorar ainda mais para ler ele. Só que de uns dias pra cá, eu estava meio desanimado com as minhas leituras, pois só estava lendo livros ruins (vide Para Sempre e Fallen). Então, eu me vi em um extremo estado de, como chama a minha amiga Debs do “Queria Ser Vampira”, “depressão pós-livro”. Então, segui o conselho da Etiene do “Aprendiz de Cinema”, da Andy do “Mon Petit Poison” e da Kah Cullen, e procurei um livro para me servir como “remédio” para ver se eu me animava mais. Fui para a minha estante e procurei um livro que chamasse a minha atenção e que fosse curto. Logo me veio “Terra das Sombras”. Peguei e comecei a lê-lo. Não podia ter feito coisa melhor.

“A Terra das Sombras” me tomou do mundo real, como nenhum outro livro fazia a muito tempo. Apesar de o livro ser curto, ele é muito envolvente. Pois a história é muito bem construída, o que não faz ter buracos na história, pois tudo se encaixa perfeitamente. Apesar de ser um livro de série, ele tem começo, meio e fim. Claro que no final tem aquele trecho em que deixa claro que vai haver uma continuação, mas não faz o livro não ter final. A narrativa a Meg Cabot neste livro é incrivelmente contagiante e deixa o livro ainda mais gostoso de ler. Ela faz com que você não consiga largar o livro até terminar de ler, como aconteceu comigo que terminei em apenas um dia.

Suzannah é uma protagonista altamente carismática e com personalidade forte, porque ela apresenta todas as características que eu adoro em uma personagem, como ser sarcástica, ser indiferente em alguns momentos, e agir impulsivamente. E além do mais, ela não é uma protagonista comum, pois não é melancólica, triste, muito menos abobalhada como as que estamos vendo com grande freqüência em YA Books de sucesso. Outros personagens também são ótimos, como o Padre Dominic. Mas não ofuscam tanto à ponto de a história perder o foco principal, que é a Suzannah.

A única coisa que eu não entendi muito bem foi que o livro vem com aquela promessa de que é uma história sobre o amor entre a Suzannah e o fantasma Jesse, sendo que o Jesse mal aparece durante o livro. Só aparece em partes que a Suzannah vai resolver os seus “problemas” com os outros fantasmas. Mas não é algo que você leve muito em consideração na hora de comprar o livro. Pois o livro é ótimo assim mesmo.

Enfim, “A Terra das Sombras” é um livro que vai te prender até a última palavra do livro. Recomendo muito, e posso dizer que estou quase curado da minha “Depressão Pós-Livro”, pois depois de ler este livro, estou apenas um pouco desanimado. Acho que só mais um bom livro, e já me encontro curado!

Então, quero saber o que vocês acham de “A Mediadora” também! Por isso comentem. Assim, eu vejo se vocês também pensam igual à mim. Então, até a próxima!

Rating:

Mateus Bandeira - @mateusbnd. 18 anos. Estudante de Cinema e Audiovisual na UFC e criador do Padoka. Apaixonado por cinema, música e literatura, espera algum dia viver de alguma dessas coisas - ou de todas elas. Sucker de cultura pop.

8 comentários :

  1. Estou louca pra ler a Série da Mediadora...mas ainda acho eles mto caros...no fim peguei uma promo na Saraiva onde comprei o Livro 1 e 2 em 1 só por 19,90 espero que a qualidade seja boa e tenha valido a pena!!

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  2. Quanto ao Jesse... CALMA! É uma série grande e muita coisa ainda acontece. ;)

    Quando ao resto, gostei dos comentários. AMO essa série, a história é incrível e cada livro tem uma nova aventura sensacional. AMO de paixão *-*

    E as capas novas são lindas. Não posso deixar de comentar ;)

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHH, eu preciso dessa série! Todo mundo fala supe bem! A sua resenha foi a primeira que eu li *o* e gostei MUITO! Preciso meeeeesmo, preciso loucamente! :))
    E, assim como a Juh disse, as capas são lindas demais! Fico babando. Ficaram muito melhores! :)

    Beijão!
    Gabi - A Bookaholic World

    ResponderExcluir
  4. Ahhhh eu adoro essa saga, só fui conhecer dps do boom de Crepúsculo (eu sei, não me matem), mas prefiro ela à Diários da Princesa, é uma saga gde, mtas coisas irão acontecer =)

    Andy
    Mon Petit Poison

    ResponderExcluir
  5. "A Mediadora" realmente é a panaceia dos livros, o remédio para todos os males! Série maravilhosa e perfeita. Já li duas vezes e quero ler uma terceira! E, como você mesmo falou, a Meg consegue construir tão bem a história, que, mesmo o livro fazendo parte de uma série e tendo continuação, ele tem um tipo de final.

    A Suzannah para mim é quase que um modelo de como uma protagonista de livro deveria agir hoje em dia. Nada de Bella (Crepúsculo) ou das outras mocinhas indefesas que sempre precisam de um homem para fazer as coisas! Não, Suzannah e Katniss são as melhores, por enquanto! *o*

    Aiai, e eu queria ter um fantasma como o Jesse assombrando o meu quarto... Aí é que eu não saía mais dele MESMO!!! Hahahahaha
    Mas, como eu te disse, a série é ótima, mas fica EXCELENTE a partir do quarto livro. ;)

    Adorei a resenha, Matt!
    Beeeijos,
    Vivi
    The Bookaholic Princess

    ResponderExcluir
  6. Nossaaa. A mediadora é uma das melhores séries que a Meg escreveu. Muito boa mesma, e só melhora a cada livro. Então indico vc ler os outros livros logo.

    O que eu realmente gostei na série é justamente ela não ser focada no romance ainda inexistente do jesse e da susan. Não sei vc mas as vezes eu me canso de como o mundo literario foi invadido por histórias de fantasia que no fundo só focam numa paixão sem explicação.

    E a susannah é um caso a parte, elas é uma das poucas mocinhas que não se deixam abater e partem para o ataque, vc vai adorar a série.

    Bjinhos!
    Vi seu blog no meme do lost e adorei ele.

    Thais - Obsessão Literária

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li, mas vou, nossa adorei a sua resenha, incrível, acho Meg Cabot incrível,li seu conto A filha do exterminador do livro Séries infernais e adorei, ela escreve maravilhosamente bem, fiquei interessada em ler A Mediadora,eu já pretendia ler, romances sobrenaturais só minhas leituras preferidas, mas depois dessa resenha, não tenho alternativa a não ser ler, e logo, que triste, um sofrimento que vou adorar, rsrs. Bem, adorei o blog, bjss.

    ResponderExcluir
  8. Esse livro (e a série A Mediadora em si) está na minha listinha desde que comecei minha paixão literária, tem um tempo já. Adorei sua resenha, até porque não costumo ver muitas desse livro por aí.
    Beijos!

    ResponderExcluir